Topo

Seis erros que você deve evitar em treinos e provas

Sérgio Rocha

15/01/2019 04h00

Crédito: iStock

Atletas iniciantes e até mesmo mais experientes costumam cometer alguns erros que prejudicam o desempenho. Veja a seguir alguns deles.

Começar os treinos muito rápido e terminar devagar  

Isso vale praticamente para todo o tipo de treino –desde rodagens a tiros. O ideal dos treinos é manter a velocidade constante ou progressivo de lento a mais rápido, pois só aí você vai conseguir obter o resultado melhor do ponto de vista do treinamento esportivo. Tiros devem ser sempre iguais ou com uma variação mínima entre eles.

Treino é treino. Prova é prova

Deixe para fazer o seu melhor nas provas, não nos treinos. É muito comum ver nego se matando nos treinos para depois postar foto no Instagram e receber os elogios da galera.

Guarde isso para as provas, onde realmente dar o seu melhor faz um grande sentido. O ideal é que você siga os ritmos de treino determinados pelo seu treinador ou planilha que você estiver seguindo para evitar coisas desagradáveis que possam te afastar da corrida, como lesões. Os treinos servem para preparar você para se matar nas provas, e não para se matar antes de chegar nelas.

Queimar a largada

É normal a gente estar ansioso quando chega bem preparado para uma competição. Um erro comum e que deve ser evitado é não se levar pela empolgação e largar em um ritmo muito mais forte do que estávamos propostos –e acabar pagando lá na frente com a diminuição drástica do ritmo ou mesmo uma quebra.

Mantenha-se concentrado e de olho no seu GPS para que você se mantenha no ritmo adequado nos primeiros kms. Se você se sentir bem pode até aumentar a velocidade e aí sim, você pode ter um excelente resultado.

Querer correr uma maratona antes da hora

A maioria dos treinadores e os livros concordam que para correr uma maratona, o seu corpo precisa passar por um processo de maturação. Ou seja, ele tem que ter amadurecido treinando e correndo distâncias menores como 5, 10 e 21 km para que você possa passar pelo processo de treinamento para uma prova de 42 km. Se você respeitar esse processo, a sua experiência na Maratona sera realmente compensadora. Agora se você pular etapas, é bem capaz da sua experiência seja ruim e te afaste desse esporte tão legal que é a corrida.

Não fazer nenhum tipo de fortalecimento muscular

Sim, eu sei. Pra corredor é um saco ter que fazer fortalecimento, mas meu amigo, se você quer ser um corredores ou corredora saudável, não tem jeito, você precisa fazer isso. Fortalecimento é essencial para deixar você melhor preparado e solucionar desequilíbrios musculares que por ventura você tiver, além de deixar o seu corpo mais forte para a sua rotina de treinos de corrida. Não precisa ser musculação tradicional. Pode ser funcional, Crossfit, pilates. Se tem algo que realmente pode te ajudar a se lesionar menos, é fazer isso. Então faça.

Não se importar com a técnica de corrida 

Correr é realmente um esporte simples. É só você calçar o tênis é sair correndo por aí. Nós já sabemos que só sobrevivemos como espécie pois corremos longas distâncias. Correr é natural para o ser ser humano. O que não é natural do ponto de vista evolutivo é correr cheio de roupas e com tênis cheios de amortecimento. Portanto, é muito importante saber correr com a técnica adequada pois isso vai ajudar você a reduzir o impacto da corrida e ser mais econômico do ponto de vista do esforço físico.

Eu só vou dar umas linhas gerais de técnica de corrida aqui. A básica é que você deve sempre estar com a postura ereta e seu corpo inteiro deve ser levemente inclinado para a frente. Procure ter uma cadência alta, ou seja a sua troca de passos deve estar sempre nada de 175 pra cima. Use um metrônomo para te ajudar nisso ou procure profissionais especializados para te ajudar!

Sobre o autor

Sérgio Rocha começou a correr para perder peso há 20 anos e nunca mais parou. Nesse caminho, já completou muitas maratonaS, meias-maratonas e incontáveis provas de 10 km. Como profissão, era diretor de arte, mas sempre escrevia um texto aqui e outro ali nas revistas em que trabalhou. Em 2013, criou o canal no YouTube “Corrida no Ar”, que é hoje um dos maiores do segmento. Sérgio também apresenta o programa “Corre 89”, na Rádio Rock de São Paulo, junto do radialista PH Dragani. O programa vai ao ar todos os domingos, às 20h.

Sobre o blog

Este é um espaço para falar sobre o esporte de forma geral, dando dicas, cobrindo provas, escrevendo análises de produtos do mundo esportivo e, por vezes, também fazendo questionamentos que vão ajudá-los a olhar a corrida sob uma nova perspectiva.

Corrida no Ar