menu
Topo
Corrida no Ar

Corrida no Ar

Não há pilula mágica ou tênis biônico para correr melhor: o jeito é treinar

Sérgio Rocha

24/09/2018 04h00

Crédito: iStock

Há uma máxima que eu uso há tempos sobre corrida de rua que é a seguinte: "Nada substitui o treinamento". Se você quer melhorar o seu rendimento na corrida, não tem outra maneira de fazê-lo,  você tem que treinar para melhorar.

Por que digo isso? Porque é muito comum as pessoas acreditarem que existem atalhos para o sucesso. Suplementos de última geração, uma meia especial, um gorro tecnológico, tênis com propulsão, isotônico turbinado… Não importa qual o nome, nada disso vai fazer você correr melhor.

A corrida é um esporte absolutamente meritocrático, o retorno que ela dá é exatamente proporcional ao quanto você se dedicou. E é isso, se você treinar com dedicação não tem erro, você vai melhorar. Porém, é preciso ter paciência. Sei que hoje em dia há muita pressão das mídias sociais para a gente postar um recorde pessoal, medalhas e fotos bonitas, mas tenha paciência que o resultado aparecer no momento certo, afinal de contas, ninguém melhora de um dia para o outro, é um processo.

"Mas não é possível que não tenha nada que se possa fazer, Sérgio!", vão me dizer. E há sim!

Pense em fazer uma avaliação biomecânica com um especialista. Neste exame, o profissional pode corrigir erros posturais, cadência e uma série de variáveis que vão te ajudar a correr de uma maneira mais eficiente, de modo a diminuir os riscos de lesão. Isso sim é um investimento que vale muito a pena. Eu mesmo conheço gente que "virou a chave" depois de fazer algo assim.

Então, em vez de gastar uma grana com suplementos biônicos ou tênis aeroespaciais, invista seu tempo em treinamento sistematizado, fortalecimento muscular e, quem sabe, uma avaliação de biomecânica.

Confie em mim, seja paciente, dedique-se e aí pode ter certeza que o resultado vem. Lembre-se que não existe pilula mágica para correr melhor.

Sobre o autor

Sérgio Rocha começou a correr para perder peso há 20 anos e nunca mais parou. Nesse caminho, já completou muitas maratonaS, meias-maratonas e incontáveis provas de 10 km. Como profissão, era diretor de arte, mas sempre escrevia um texto aqui e outro ali nas revistas em que trabalhou. Em 2013, criou o canal no YouTube “Corrida no Ar”, que é hoje um dos maiores do segmento. Sérgio também apresenta o programa “Corre 89”, na Rádio Rock de São Paulo, junto do radialista PH Dragani. O programa vai ao ar todos os domingos, às 20h.

Sobre o blog

Este é um espaço para falar sobre o esporte de forma geral, dando dicas, cobrindo provas, escrevendo análises de produtos do mundo esportivo e, por vezes, também fazendo questionamentos que vão ajudá-los a olhar a corrida sob uma nova perspectiva.