Topo

O treino é o momento de errar e se preparar para imprevistos de uma prova

Sérgio Rocha

15/10/2018 04h00

Crédito: iStock

Digamos que você se preparou por meses para fazer uma maratona, uma meia maratona ou uma corrida de qualquer distância… Chegado o dia da prova, você não encontrou sua camiseta predileta, esqueceu o gel de carboidrato e não estava preparado para encarar o clima frio ou a chuva durante o percurso. Como evitar esse tipo de coisa?

É muito comum erros acontecerem com corredores iniciantes e até com os mais experientes. Com os mais inexperientes falta uma certa malícia e com os experientes acontece exatamente pelo esquecimento dessas tais malícias.

O fato é que precisamos usar os nossos treinos para errarmos. Treino é para isso mesmo. Usou um tênis que machucou seu pé? Troque no próximo treino. A costura da camiseta incomodou? Troque. O gel de carboidrato desceu quadrado? Experimente outra marca. Comeu uma pizza no dia anterior e sentiu muita vontade de fazer número 2? Não consuma mais o alimento na véspera de um treino ou prova. E assim por diante.

É dez vezes melhor errar no treino para aprender com os equívocos e não os repetir no dia mais importante para você: a sua prova-alvo –seja ela uma corrida de 5 km, seja uma maratona.

Mas não pode acontecer algo de errado que não havíamos experimentando nos treinos? Claro que sim, mas você deve fazer de tudo para minimizar o risco disso. 

Faça sua checklist mental: fiz tudo direitinho na véspera? Comi o de sempre? Estou com a roupa e o tênis certos? Treinei na chuva, no frio ou no calor? Planejei e testei as táticas de hidratação e alimentação durante o percurso? Trouxe o gel predileto?

Se você responder sim para tudo, parabéns. No entanto, muitas vezes você vai realmente se deparar com situações inesperadas na prova, como uma dor esquisita ou câimbras. Apesar de ser difícil segurar a frustração, encare essas situações como uma oportunidade de aprendizado e coisas com as quais temos que lidar.

A recomendação padrão que mais ouvimos dos treinadores é para que os corredores nunca experimentem nada novo nas provas. Se quer experimentar algo novo, use os treinos para isso, pois treino é treino e jogo é jogo –nesse caso, prova é prova.

Sobre o autor

Sérgio Rocha começou a correr para perder peso há 20 anos e nunca mais parou. Nesse caminho, já completou muitas maratonaS, meias-maratonas e incontáveis provas de 10 km. Como profissão, era diretor de arte, mas sempre escrevia um texto aqui e outro ali nas revistas em que trabalhou. Em 2013, criou o canal no YouTube “Corrida no Ar”, que é hoje um dos maiores do segmento. Sérgio também apresenta o programa “Corre 89”, na Rádio Rock de São Paulo, junto do radialista PH Dragani. O programa vai ao ar todos os domingos, às 20h.

Sobre o blog

Este é um espaço para falar sobre o esporte de forma geral, dando dicas, cobrindo provas, escrevendo análises de produtos do mundo esportivo e, por vezes, também fazendo questionamentos que vão ajudá-los a olhar a corrida sob uma nova perspectiva.

Corrida no Ar