Topo

Qual é o encanto dos corredores brasileiros com Buenos Aires?

Sérgio Rocha

03/09/2018 04h00

Crédito: reprodução do Facebook Buenos Aires Maraton / FotoRun

Desde que comecei a correr, em 1998, sempre ouvia o pessoal falar que o legal era correr em Buenos Aires. Depois de alguns anos, corri algumas vezes a meia maratona da capital argentina e lá na cidade dos nossos hermanos que está registrado o meu melhor tempo em maratonas até hoje: 3h28.

Abaixo, vou listar alguns motivos que contribuem para que os brasileiros continuem visitando a capital portenha.

  • É uma viagem internacional relativamente barata, principalmente se você morar no sul/sudeste brasileiro. Saindo de São Paulo são duas horas de avião e as tarifas aéreas são mais baratas do que ir para o nordeste, por exemplo.
  • Como parte do acordo do Mercosul, não é necessário passaporte para ingressar na terra do Maradona, basta você levar sua carteira de identidade e pronto.
  • Há excelente hotéis com tarifas bem convidativas e o surgimento do AirBnb tornou a coisa mais acessível ainda. Você consegue ficar em excelentes bairros por tarifas mais baixas do que hotel.
  • A capital argentina tem realmente ares europeus, com construções bonitas e imponentes, além de praças gigantes que ficam cheias de gente nos finais de semana.
  • No inverno e primavera, quando acontecem a meia maratona (26 de agosto) e a maratona (23 de setembro), a temperatura é baixa, o que significa que você terá melhor rendimento por lá –se estiver bem vestido para a corrida, claro.
  • A carne! Ah, a carne argentina é sensacional! Nunca vá para Buenos Aires sem deixar de comer um autêntico bife ancho. Você irá se arrepender para o resto da vida se não fizer isso.
  • Se você bebe, o vinho argentino, principalmente os que vêm da região de Mendoza, são muito, muito bons e baratos para o nosso padrão. Aproveite e traga algumas garrafas para sua casa –e para mim também, por favor, amigo.
  • Se você gosta de alfajor, esqueça o Havana que você já conhece aqui no Brasil. Procure pelo Cachafaz, esse, sim, é excelente!
  • Há passeios muito legais na capital e se você é louco por futebol, não deixe de visitar os dois estádios mais conhecidos por nós: La Bombonera, casa do Boca Juniors, e o Monumental de Núñez, do arquirival River Plate.

Portanto, anote na sua agenda a obrigatoriedade de correr em Buenos Aires ao menos uma vez na vida. Ou várias.

Sobre o autor

Sérgio Rocha começou a correr para perder peso há 20 anos e nunca mais parou. Nesse caminho, já completou muitas maratonaS, meias-maratonas e incontáveis provas de 10 km. Como profissão, era diretor de arte, mas sempre escrevia um texto aqui e outro ali nas revistas em que trabalhou. Em 2013, criou o canal no YouTube “Corrida no Ar”, que é hoje um dos maiores do segmento. Sérgio também apresenta o programa “Corre 89”, na Rádio Rock de São Paulo, junto do radialista PH Dragani. O programa vai ao ar todos os domingos, às 20h.

Sobre o blog

Este é um espaço para falar sobre o esporte de forma geral, dando dicas, cobrindo provas, escrevendo análises de produtos do mundo esportivo e, por vezes, também fazendo questionamentos que vão ajudá-los a olhar a corrida sob uma nova perspectiva.

Corrida no Ar